"If I ever allow genuine compassion to be overtaken by personal ambition, I will have sold my soul" - James Nachtwey

22 outubro 2005

Generalizações abusivas

Há momentos ouvi um pivot da SIC Notícias apresentar uma feira de livros sobre o Islão, que está a decorrer na Mesquita de Lisboa, rematando a notícia da seguinte forma: "Uma feira que pretende acabar com os preconceitos dos portugueses."
Dos portugueses? Ou de alguns portugueses? Será que somos um país assim tão preconceituoso, neste caso em relação ao Islão? Eu diria, na minha humilde opinião, que não somos um país assim tão preconceituoso para merecer tal frase. Provavelmente temos, como em todos os outros países, pessoas preconceituosas e pessoas não preconceituosas. Portanto, a referida feira poderia acabar com os preconceitos de alguns dos portugueses, aqueles que efectivamente forem preconceituosos.
Dito dessa forma, não só foi uma generalização abusiva, como também pode ser visto como um insulto ao telespectador, que se vê de repente catalogado como "preconceituoso". A não ser, é claro, que não seja português...
São coisas destas que fazem pensar em que medida os media não contribuem também, em certa medida, para que as pessoas tenham ideias erradas sobre o próprio país... Pois se nos dizem que somos preconceituosos, quem somos nós para duvidar?...

1 comentário:

bruno ribeiro de almeida disse...

tb n sei se quem tem preconceitos deixaria de os ter só por ir a uma feira, por mais mágica q fosse :S aliás, quem tem preconceitos nem sequer lá poria os pés. N percebo lá mt bem a intenção desse pivot, talvez quisesse ser politicamente correcto, mas esqueceu-se dos seus próprios preconceitos...