"If I ever allow genuine compassion to be overtaken by personal ambition, I will have sold my soul" - James Nachtwey

29 janeiro 2006

Leitores "cançados" de erros

Na página 59 da revista Domingo do Correio da Manhã, num artigo sobre o fotógrafo Eduardo Gageiro, lê-se a dado momento: "Cançado, a arfar, mas cheio de adrenalina (...)".
Sinceramente, custa-me a entender como é que erros destes passam...

3 comentários:

para mim disse...

Sinceramente, a mim não me custa nada a entender...

Joana Capitão disse...

Então como se explica? O jornalista não reviu o texto? Era ignorante em termos de língua portuguesa? Não há ninguém encarregado de rever os textos dos jornalistas? Ou se há, também é ignorante? Era isso que eu gostava de perceber. Como é que erros destes passam?!

para mim disse...

Várias coisas podem acontecer. De facto, os correctores ortográficos sabem escrever melhor do que muita boa gente. Depois, deveria haver bons revisores. Mas a mais provável causa é a cada vez mais gritante ausência de brio profissional na profissão. São mal pagos, têm de comer e calar e, quando fazem erros destes, encolhem os ombros e seguem em frente esperando aguentar mais um dia...