"If I ever allow genuine compassion to be overtaken by personal ambition, I will have sold my soul" - James Nachtwey

03 março 2006

Notícias Com Poder Terapêutico

A jornalista da RTP, Daniela Santiago, lança hoje em livro a sua tese de mestrado intitulada "O Reconforto da Televisão (uma visão diferente sobre a tragédia de Entre-os-Rios)", na qual defende que os media podem ajudar a ultrapassar a dor de uma tragédia.
Não sei até que ponto psicologicamente isso poderá fazer sentido, nem conheço o conteúdo da tese. Mas, por aquilo que me é dado a ler na notícia, parece-me assim uma teoria um bocado "forçada"... Do estilo: Não há problema nenhum se fizemos um péssimo trabalho a cobrir esta tragédia, e se explorámos a dor das pessoas, porque nós, jornalistas, até somos tão bonzinhos, que ajudámos a superar o momento dramático por que aquelas pessoas estavam a passar.
Pode ser uma interpretação errada da minha parte, mas o que temo é que estas teses de cariz psicológico sirvam de escudo para a forma errada como se cobriu este e se venham a cobrir outros acontecimentos dramáticos no futuro.
As notícias podem ajudar a reconfortar as vítimas? Pode ser que sim... Mas que isso não sirva para descansar a consciência dos jornalistas.

1 comentário:

Mais Notas Soltas disse...

A "consciéncia" dos jornalistas? E os princípios deontológicos dos tubarões? E a ética dos abutres? Nada disto existe...