"If I ever allow genuine compassion to be overtaken by personal ambition, I will have sold my soul" - James Nachtwey

10 março 2006

Defesa de Quê?...

O jornalista Júlio Magalhães escreve hoje no Diário de Notícias um texto sob o título "Em legítima defesa!", no qual comenta a questão do princípio do contraditório suscitada pelos comentários de Marcelo Rebelo de Sousa.
Mas o raciocínio de Júlio Magalhães falha numa coisa: é que no caso da TVI estamos perante um canal privado, e no caso da RTP falamos obviamente do operador público de televisão. Ora, parece-me a mim que este pormenor é bastante importante!
O jornalista questiona porque é que só quando Marcelo saiu para a RTP, se levantou toda a questão do contraditório. Pois, se calhar precisamente por isso, porque se tratava da estação pública, que tem, mais que qualquer outro canal, deveres de assegurar o pluralismo, deveres aliás previstos na lei!
O que este texto acaba por parecer afinal de contas é um veículo de "propaganda" das audiências da TVI, contra as da RTP, e um auto-elogio ao modelo da estação em que trabalha. Sinceramente, não consigo tirar dele mais nenhuma conclusão...

1 comentário:

Mais Notas Soltas disse...

Palavras para quê? É um jornalista português!