"If I ever allow genuine compassion to be overtaken by personal ambition, I will have sold my soul" - James Nachtwey

01 dezembro 2005

Os Petiscos de 'Bibi'

São pormenores destes que enriquecem o jornalismo...
"OS PETISCOS DE BIBI

Desde que foi solto na passada sexta-feira dia 25 de Novembro, Carlos Silvino tem uma nova preocupação: cozinhar as suas refeições. Depois de um primeiro dia no Tribunal de Monsanto a comer sandes, para a 115ª sessão 'Bibi' levou uma salada de atum para o almoço, confeccionada na terça-feira à noite na casa onde vive, no Bairro de Santos, em Lisboa.
Segundo apurou o CM, apesar de estar em liberdade, o ex-motorista da Casa Pia, ao contrário dos restantes arguidos, não vai almoçar fora por questões económicas e de segurança." (edição de hoje do Correio da Manhã).
Pergunto: a QUEM é que interessam estes pormenores? Pelos vistos aos jornalistas do Correio da Manhã... Não só se deram ao trabalho de ver o que é que 'Bibi' levava para o almoço, como sabem que o mesmo almoço tinha sido confeccionado em sua casa na terça-feira à noite, como, e isto é o mais genial: ainda apuraram que 'Bibi' não vai almoçar fora por razões económicas e de segurança. Chama-se a isto um trabalho de grande investigação jornalística!



2 comentários:

PC disse...

a quem interessa? a alguns jornalistas, á maioria dos donos dos jornais, a uma parte da população, a á totalidade do poder financeiro..a desinformação e a contra informação são grandes armas do capital.A iniciação da-se nas escolas em que o pensamento unico é ensinado e depois prolonga-se por todos os meios de contacto com os cidadãos..o tempo que as pessoas perdem a ler o que se passa nos reality shows ou o que se passa na casa do vizinho é o tempo em que elas não se preocupam com os problemas que as afectam a elas e desintressam-se por isso..é a teoria do "ha sempre alguem pior que eu", "eu até tenho sorte", ou "ja viste que o x separou-se do y para andar com o z"..enfim problemas de cultura..

Nelson Silva disse...

Estamos numa época de grande voyeurismo e, como tal, estes pormenores fazem toda a diferença. Porque vendem, Joana! Se me perguntas se isto tem algum interesse para mim, eu respondo prontamente que não. Mas garanto que estas informações de tasca vendem muito mais do que se se escrevesse uma peça com real importância jornalistica. Muito pobre. Concordo contigo plenamente.